terça-feira, 27 de dezembro de 2011

UM NOVO ANO



Fim de ano, tempo de fazermos um balanço de tudo que foi realizado nos últimos doze meses e qualquer que seja o saldo, precisamos reconhecer que Deus tem as chaves de nossa vida, que nada acontece por acaso e nem somos mestres de nosso destino. Todos que pensam que podem controlar suas vidas têm de reconhecer que as doenças graves e as tragédias alteram radicalmente o curso que traçaram para si.

A Bíblia nos conta a historia do rei Ezequias que ficou gravemente doente, mas, ao ficar curado reconheceu que Deus interveio para abençoá-lo. Eis que foi para minha paz que eu estive em grande amargura; tu, porém, amando a minha alma, a livraste da cova da corrupção; porque lançaste para trás das tuas costas todos os meus pecados.” (Is 38.17)

Um novo ano se aproxima e ele não modificará em nada os nossos sofrimentos e as nossas inquietações, entretanto, a maioria de nós gostaria de saber que situações felizes nos aguardam e o que poderíamos fazer para evitar as tristes. O que sabemos de concreto é que terá 365 dias, trará inúmeras preocupações, dores, alegrias, provavelmente algum sucesso e terminará de modo implacável, sem nenhuma chance de detê-lo e voltar atrás.

Que tal começarmos o ano de 2012 colocando nossas vidas nas mãos de Deus, buscando a Sua vontade meditando na leitura da Bíblia? O Senhor não falhara em nos responder, Ele nos mostrará o caminho da salvação e da benção: Jesus Cristo! Só Ele pode nos dar a paz de espírito que necessitamos para enfrentar as dificuldades que porventura venhamos ter e, assim como Ezequias, compreender que elas são instrumentos para fortalecer a nossa fé.

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

O QUE REALMENTE É IMPORTANTE



“Vendo Pedro a este disse: Senhor, e deste que será? Disse-lhe Jesus: Se eu quero que ele fique até que eu venha, que te importa a ti? Segue- me tu.” (Jo 21:21-22)


Essa é uma questão pertinente no início deste novo ano. Aqui estão alguns pensamentos que servem de resposta:

Não é importante que Deus satisfaça nossos desejos, mas que nos cumpramos Sua vontade.

Não é importante que tenhamos uma vida longa, mas que vivamos em dependência do senhor e que O obedeçamos.

O que fazemos não é tão importante quanto o porque e a maneira pelo qual o fazemos.

O que as pessoas pensam e dizem sobre nós é insignificante. O que importa é a opinião de Deus a nosso respeito.

Melhor que ter um conhecimento total da Sagrada Escritura é praticar o que nela esta escrito.

É ótimo ser feliz, mas bem melhor é fazer as pessoas que estão ao nosso redor felizes.

Seria bom sermos poupados de sofrimentos, porém, muito mais importante é através dos sofrimentos alcançarmos o propósito de Deus em nossa vida.

Por fim, é inútil saber quando morreremos. No entanto, infinitamente importante é estarmos preparados para nos encontrar com Deus, nosso criador. O mais importante que você pode fazer este ano é aceitar pela fé O Senhor Jesus como seu salvador e entrar na intimidade do Deus Pai. Assim Ele mesmo irá providenciar todas as demais coisas para você.

 Transcrito Boa Semente – Devocional 2006

sábado, 17 de dezembro de 2011

ESTRELA DA ESPERANÇA!


Há muito tempo atrás três sábios do Oriente, também chamados magos, foram agraciados com o maior dos privilégios- viram uma estrela, a estrela do Rei recém- nascido, a estrela da esperança. Foram conduzidos por ela até a Judéia e lá encontraram O Deus Menino, prostraram- se perante Ele e O adoraram.

É bem provável que os conhecimentos e habilidades que possuíam lhes tenham ajudado a perceberem a estrela do Rei recém-nascido. Mas, o que verdadeiramente levou aqueles reis a encontrarem aquela estrela foi pura e simplesmente a vontade soberana e graciosa de Deus. Eles receberam uma graça dos céus! Também foi irrelevante o fato daqueles homens serem sábios ou terem um mínimo de conhecimento da revelação bíblica, pois o que importa é que eles fizeram parte de um grupo de pessoas que foram confrontados com a maior das expectativas: a chegada do Salvador do mundo.

Escrevo isso trazendo no meu coração o desejo de que você que ainda não encontrou a estrela da esperança, a brilhante Estrela da Manhã (Eu sou a raiz e a geração de Davi, a resplandecente estrela da manhã” Ap 22.16), possa encontrá-la.Todos que já provaram podem testemunhar a admirável graça e amor de Deus.

O extraordinário encontra-se no fato de que encontramos essa estrela, não porque a estivéssemos buscando, mas porque o Pai Celeste procurava por nós Ninguém pode vir a mim, se o Pai que me enviou o não trouxer”; (Jo 6.44). É O Pai que esta no céu que nos apresenta a brilhante Estrela da Manhã. É O Presente maior e incomparável que Ele poderia nos dár Nisto está o amor, não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou a nós, e enviou seu Filho para propiciação pelos nossos pecados... Nós o amamos a ele porque ele nos amou primeiro”(1Jo 410,19).

Saber que Jesus veio ao mundo unicamente por nossa causa e poder crer n'Ele, só é possível por causa de Sua graça; e Deus deseja conceder essa graça a todas as pessoas.

O Senhor Jesus um dia nos achou, nos tirou deste mundo de trevas e nos fez cidadãos do céu. Eis o tremendo milagre da graça de Deus, que os sábios do Oriente descobriram naquele tempo ao encontrar a Estrela da Esperança.


quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

O VERDADEIRO SENTIDO DO NATAL



 “Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; e o principado está sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso, Conselheiro, Deus forte, Pai da eternidade, Príncipe da paz.” (Isa 9:6).

Há mais de 2000 anos, nos campos de Belém uma orquestra de anjos anunciou aos pastores judeus a magnífica mensagem: “É que vos nasceu hoje, na cidade de Davi, o Salvador, que é Cristo, o Senhor.” (Lc 2.11). É como proclamassem: O Salvador acaba de chegar! Ele esta no meio de vocês!

O significado da palavra “salvador” é maravilhoso: aquele que salva, que liberta, que sustenta e guarda. O nascimento de Jesus expressa tudo isso para nós. Entretanto, mais importante que proclamada e ouvida, a mensagem de Natal deve ser entendida e vivenciada em toda a sua plenitude.

Cristo veio como Salvador de todos os homens e especialmente de todos que já crêem nEle: “ Ora, é para esse fim que labutamos e nos esforçamos sobremodo, porquanto temos posto a nossa esperança no Deus vivo, Salvador de todos os homens, especialmente dos fieis” (1 Tm4.10). Ele é O Salvador de todos os homens, mas cura, sustenta e guarda cada um que entregou sua vida a Ele. É confortante saber que por maior que sejam as lutas, por mais escuro que esteja ao nosso redor ou mais triste esteja o nosso coração, temos a garantia de que para nós “nasceu... o Salvador, que é Cristo, o Senhor”.

A mensagem de Natal foi anunciada primeiramente a Israel; logo depois os reis magos do Oriente viram O Salvador e eles são uma representação clara da maravilhosa realidade de que Jesus veio para toda a humanidade.

Muitos este ano irão ouvir essa mensagem de salvação e luz, e seus corações continuarão insensíveis à Salvação que só Cristo pode dar. Muitos cantarão “Noite feliz, noite de paz!”, entretanto os seus corações permanecerão vazios da paz e da felicidade que só O Salvador traz. 

Independente de uma data precisa, o que devemos festejar no dia 25 de dezembro, é o fato de Deus ter se feito carne e nascido como menino em Belém, não para realizar boas obras, ensinar as mais lindas lições, mas para dar a SUA vida em meu lugar e no seu lugar! 

Natal, época de presentes. Mas, o presente maior e mais singular veio do próprio Deus, quando Ele SE deu por nós através de Seu Filho Jesus Cristo. FELIZ NATAL!!

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

EU SOU A PORTA

Entre as portas mencionadas no livro de Neemias que necessitavam ser restauradas, a décima segunda não esta nomeada de forma clara. O Próprio Jesus afirmou: “Eu sou a porta”. Jesus é a décima segunda porta. E essa porta, a porta do nosso relacionamento com Jesus precisa ser restaurada, pois só assim encontraremos o alimento de que necessitamos para viver uma vida abundante.Eu sou a porta; se alguém entrar por mim; salvar-se-á, e entrará, e sairá, e achará pastagens.” (Jo 10.9) Apenas em Jesus Cristo encontramos a liberdade de ir e vir sem culpas, sem preconceitos, sem condenações, pois somente o Seu sacrifício é suficiente para nos livrar da culpa do pecado e do peso das acusações. Cristo é o único que possui competência para levar o nosso fardo, aliviar as nossas dores e nos dar a direção certa.

Jesus veio para ser O Senhor absoluto, para ser a maior riqueza de nossa vida, o nosso bem mais precioso. Quando foi interpelado por um jovem rico a respeito de como herdar a vida eterna foi justamente essa a resposta que Ele deu: E Jesus, olhando para ele, o amou e lhe disse: Uma coisa te falta; vai vende tudo quanto tens e dá-o aos pobres, e terás um tesouro no céu; e vem, segue-me.” (Mc 10.21). Façamos de Jesus o nosso bem maior, nos entreguemos completamente a Ele e Ele cuidará de nós e suprirá as nossas necessidades. Deixemos que Ele controle os rumos de nossa vida, pois Ele sempre nos conduzirá na melhor direção.

Jesus diz: “Eu sou a porta” e somente aqueles que confessam a Jesus como Senhor e Salvador de suas vidas podem entrar e desfrutar da vida fecunda e eterna que Ele tem para nós.

“Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela; e porque estreita é a porta, e apertado o caminho que conduz à vida, e poucos são os que a encontram.”
(Mt 7.13-14)





quarta-feira, 16 de novembro de 2011

ASAS COMO ÁGUIA

mas os que esperam no Senhor renovarão as suas forças; subirão com asas como águias; correrão, e não se cansarão; andarão, e não se fatigarão. (Isaías 40. 31)

A águia é símbolo de força, superioridade e capacidade de visão. Realiza vôos majestosos e incomparáveis a qualquer outra ave; agarra suas presas com uma precisão cirúrgica e com uma velocidade comparável à queda livre.  . Ao enfrentar uma tempestade, há duas características que lhe são peculiares: é totalmente destituída de medo face à destruição e extremamente habilidosa para voar alto. Tudo isso fez com que essa ave fosse usada ao longo da historia das civilizações como símbolo de majestade e poder.

Ela mantém tudo sob o seu campo de visão, acima dos obstáculos, com suas asas fortes capazes de carregar um filhote que esta aprendendo a voar: Como a águia desperta o seu ninho, se move sobre os seus filhos, estende as asas, toma-os e os leva sobre as suas asas”(Dt 32.11). É um animal surpreendente e talvez por isso a Bíblia a use como um referencial e nos aconselha a aprendermos com a águia.

Necessitamos nos transformar em cristãos águias; destemidos, valentes que não retrocede diante do inimigo, mas avança sem temor, como a águia que voa por cima das tormentas que encontra pelo caminho.


É por meio da Palavra de Deus, que seremos capazes de exceder em força, como a águia. Por isso, não nos acomodemos com o lugar onde estamos espiritualmente e almejemos vôos mais altos. Procuremos ser cheios do Espírito Santo, absorvendo dEle as forças necessárias para superarmos as batalhas e para não fraquejarmos ou nos resignarmos diante das dificuldades.

Aprendamos a voar acima das circuntâncias esperando e olhando para O Senhor, trazendo à memória o que nos diz Paulo em Colossenses 3.1-3:

“Portanto, se fostes ressuscitados juntamente com Cristo, buscai as coisas lá do alto, onde Cristo vive, assentado à direita de Deus. Pensai nas coisas lá do alto, não nas que são aqui da terra; porque morrestes, e a vossa vida está oculta juntamente com Cristo, em Deus.”


sexta-feira, 11 de novembro de 2011

A PORTA DO VALE

“A porta do vale, reparou-a Hanum e os moradores de Zanoa; edificaram-na e lhe assentaram as portas com seus ferrolhos e trancas” (Ne 3.13)

Neemias ouviu sobre o estado em que se encontrava Jerusalém. Ela estava completamente destruída, seus muros haviam sido derrubados e suas portas queimadas. O profeta andou uma noite inteira e ao contemplar aquelas ruínas colocou no seu coração o desejo de reconstruir os muros e as portas. Eram doze portas, todas traziam uma mensagem para o povo de Israel e que se encaixam perfeitamente em nossas vidas.

Entre tantas portas, havia uma, denominada Porta do Vale. Essa é uma porta sobre a qual não gostamos muito de pensar; afinal é confortável conceber Deus apenas como O Deus dos montes. E é maravilhoso estar nas montanhas, na nossa zona de conforto. Entretanto, O Deus dos montes permite que muitas vezes desçamos o vale. Eles existem; passamos e vamos passar por muitos deles ao longo de nossa vida. Enquanto o atravessamos, porém, poderemos estar em paz e essa verdade esta garantida no Salmo 23.4: “Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal algum, porque tu estas comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam”. A diferença consiste em repararmos a Porta do Vale.

Existe um evangelho deturpado que esta sendo pregado, afirmando que a partir do momento em que aceitamos Jesus como nosso Senhor e Salvador, os vales não farão parte de nossa vida. Mentira! O próprio Jesus afirmou que neste mundo teríamos aflições e quando prosseguimos em conhecer a Palavra, Ela nos apresenta O Senhor Jesus como um Homem de dores. Passamos por tribulações, sofremos, mas existe uma diferença, a Ressurreição de Cristo destruiu o aguilhão. O vale existe, não adianta maquiar a Porta ou tentar escondê-la, ela é real. Entretanto, a esperança domina o nosso coração quando trazemos à memória a promessa que esta registrada no evangelho de Lucas 3. 4: “Conforme esta escrito no livro das palavras do profeta Isaías: Voz do que clama no deserto: Preparai o caminho do Senhor, endireitai as suas veredas. Todo vale será aterrado, e nivelados todos os montes e outeiros; os caminhos tortuosos serão retificados, e os escabrosos, aplanados; e toda carne verá a salvação de Deus”. Deus garante que todo vale será aterrado! No mundo espiritual os vales se dissipam e por causa disso em meio às dores e lágrimas temos a convicção de que a graça, a misericórdia e a glória do Senhor se fazem presente.

A Deus toda honra e toda glória!

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

A presença de Jesus




“Jesus também foi convidado, com os seus discípulos, para o casamento.” (Jo: 2.2)

Como em muitas festas é bem provável que nessa houvesse mais convidados além do previsto. O texto afirma que de repente o vinho terminou. Naquele tempo faltar vinho em uma festa de casamento era algo extremamente constrangedor para o noivo e caso os convidados percebessem tornava-se motivo de vergonha.

Entretanto, alguém muito especial havia sido convidado. Jesus estava presente! O desespero dos anfitriões foi aplacado pela presença da glória do Filho de Deus. De uma maneira miraculosa O Mestre supriu a necessidade daquele casal. Em Filipenses 4. 19, Paulo diz: “ E o meu Deus, segundo a sua riqueza em glória, há de suprir em Cristo Jesus, cada uma de vossas necessidades”. Isso é tremendo! O Senhor Jesus esta disposto a preencher com a Sua glória tudo aquilo que venha nos faltar. E quantas coisas podemos perder, pelo simples fato de não estarmos atentos à realidade de que Jesus esta presente sempre.

A presença de Jesus não deixa nos faltar nada.
A Sua presença dissipa a escuridão e faz com que a luz brilhe mais e mais.
A presença de Jesus aniquila o poder do inimigo.
A Sua presença permeia a nossa vida de graça e misericórdia.

Porém, é preciso convidá-LO. É isso que fará toda diferença. Ter uma vida norteada por Cristo fará com que vivenciemos a Sua glória. Andar com Jesus e deixar que Ele seja O Senhor de nossa vida, nos habilitará a lidar com qualquer dificuldade. Gigante algum poderá nos deter, muralha alguma será intransponível.

Mas é imprescindível que Jesus Cristo esteja presente. Só Ele poderá nos direcionar por caminhos que ainda não conhecemos. E apenas Ele tem poder e autoridade para transformar tudo que parece invencível e nos aprisiona. Ele próprio nos diz: “Creiam em Deus; creiam também em mim”. ( Jo: 14. 1)

A Ti Senhor a minha gratidão pela Tua presença na minha vida. É ela “que me dá forças e me protege onde quer que eu vá”. A Tua presença “não me deixa tropeçar e me Põe a salvo nas montanhas”. Ela “me treina para a batalha para que eu possa usar os arcos mais fortes”.


terça-feira, 18 de outubro de 2011

SALMO 46


A probabilidade de uma vida sem problemas é praticamente zero. O próprio Jesus não nos prometeu uma vida isenta de dificuldades, mas, nos garantiu um coração tranquilo: “Não se turbe o vosso coração, credes em Deus, credes também em mim.” (Jo 14.1)

A certeza de que O Senhor é por nós, esta ao nosso lado e nos dá paz interior, tranqüiliza o nosso coração e nos impulsiona a confiar na vitória.

Segundo estudiosos da Bíblia esse Salmo foi entoado logo depois que Deus interveio para livrar Jerusalém do cerco de Senaqueribe, rei da Assíria. Senaqueribe após derrotar muitas nações, envia uma carta a Ezequias, rei de Judá, desafiando o seu Deus, ameaçando invadir e aniquilar tudo. Entretanto, o rei de Judá fez exatamente o que devemos fazer em tempos de aflição; foi ao templo apresentou a carta ao Senhor e obedeceu ao conselho de Isaías de não fazer aliança com ninguém e confiasse apenas no Senhor.

O texto nos relata que o exercito da Assíria rodeou os muros de Jerusalém e se preparou para atacarem à meia noite. Algo, porém, sobrenatural aconteceu e faltando cinco minutos para meia noite uma praga varreu o acampamento e matou 180 mil soldados. O restante bateu em retirada e Senaqueribe voltou derrotado para Nínive, não por causa do exército de Ezequias ou pelos altos muros de Jerusalém, mas pela poderosa intervenção do Senhor!  O salmista entoou um cântico de louvor e esse cântico nos foi preservado no Salmo 46. Um Salmo de triunfo no meio da dificuldade.

O Senhor é por nós, nEle achamos proteção e força. Assim como Ezequias apresentou a Deus as ameaças do rei da Assíria, essa deve ser a nossa atitude mediante as dificuldades. Quando oramos buscando a Sua vontade, Ele nos ensina como agir. Quando pedimos a visão de Deus e o Seu poder, dispostos a seguir os Seus passos, Ele nos capacita com o Seu Amor, Perdão e Misericórdia.

O verso 10 desse Salmo diz: “Aquietai-vos e sabei que eu sou Deus.” Ele deseja que em meio às lutas, passemos pelo vale com calma, sem desesperar-se, confiantes de que Ele é o Nosso Senhor Poderoso e Suficiente. É como se Deus estivesse nos dizendo: Parem e desistam; Eu Deus, serei exaltado na vitória. A guerra e a destruição são imutáveis assim como é imutável a Minha vitória final! Portanto estejamos calmos honrando-O reverentemente.

Glória a Deus!

terça-feira, 11 de outubro de 2011

O KAYRÓS DE DEUS


“Deus não fará justiça aos seus escolhidos, que clamam a Ele de dia e de
noite, ainda que tardio para com eles?”(Lc 18.7)


O evangelho de Marcos relata que durante uma tempestade, Jesus percebeu o quanto seus discípulos estavam cansados. Interessante que era ainda a metade da noite quando Ele os observava. E como um pai amoroso Jesus esperou. Aguardou até a hora certa, até o momento certo. O Senhor esperou até entender que era a hora de chegar e finalmente chegou. Mas, afinal, o que fazia com que aquela hora fosse a certa? Sinceramente não sei. O que fazia a hora nona ser melhor que a quarta ou a quinta? Infelizmente não sei responder. Qual será o motivo pelo qual Deus espera até acabar o nosso último centavo? Porque Deus, O todo Poderoso, espera que uma doença se prolongue por anos e anos e escolhe aguardar até chegar ao outro lado do túmulo para responder às orações que pedem pela cura? Eu não sei.

O que realmente sei, é que Deus é Senhor do tempo, age no tempo certo e num patamar muito mais elevado que o nosso. "Porque, assim como o céu é mais alto do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos mais altos do que os vossos pensamentos" (Is 55.8). O que posso afirmar é que Ele sempre fará o melhor e jamais deixará de exercer a Sua justiça àqueles que O buscam de todo coração. 

Creio também, que ainda que não ouçamos a Sua voz, Ele está falando. Que mesmo que não vejamos nada, Deus está agindo, e enquanto enfrentamos as nossas dores O Senhor vela por nós.


Mas este, porque permanece eternamente, tem um sacerdócio perpetuo.
Portanto, pode também salvar perfeitamente os que por ele se chegam a Deus, vivendo sempre para interceder por eles. (Hb 7.24-25)

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

PROSSEGUINDO PARA O ALVO I

Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão adiante,
prossigo para o alvo pelo prêmio da vocação celestial de Deus em Cristo Jesus.(Fl 3.13-14)  
                    
Paulo se compara a um atleta, que esta numa corrida dando o máximo de si, completamente concentrado no que faz, de modo que não possa ficar aquém do alvo que Cristo tem par ele.

Todos nós que fazemos parte dessa maratona precisamos ter em mente que a corrida é árdua, é cansativa, é trabalhosa, exige renúncia, mas, é também permeada por vitórias e momentos felizes.

O apóstolo ainda nos chama a atenção para outro princípio fundamental: Aquele, pois, que pensa estar em pé, olhe não caia.” É necessário muito cuidado para que não tropecemos e venhamos cair. De maneira alguma devemos nos exaltar por estarmos de pé. O perigo de cair é real, daí solicitar de nós uma vigilância toda especial. Nessa corrida cada um deve preocupar-se com sua performance e não com o desempenho do seu irmão. É claro que podemos e devemos aconselhá-lo, ajudá-lo e não apenas recriminá-lo. É imprescindível prestar muita atenção onde pisamos para que não venhamos cair nos “buracos”. É preciso termos cuidado com a nossa língua afim de que não nos falte o fôlego enquanto usamos palavras inúteis. Nunca nos esqueçamos de nossa própria corrida e de zelar por ela. Inúmeras pessoas estão olhando, observando: nossa família, nossos pais, nossos amigos, nossos vizinhos, nossos colegas de trabalho.

Lembremos sempre que todo “atleta de Cristo” tem um adversário que tenta de todas as maneiras derrubá-lo, desviá-lo da direção certa e levá-lo para outro caminho – Satanás – ele é o responsável por lançar pensamentos que contaminam a nossa mente e nos impele a desistir da corrida.

Na maratona da vida cristã, devemos nos esforçar para dar passos firmes, seguros e bem cadenciados, olhando sempre e fixamente para o alvo. 

fitando os olhos em Jesus, autor e consumador da nossa fé, o qual, pelo gozo que lhe está proposto, suportou a cruz, desprezando a ignomínia, e está assentado à direita do trono de Deus.(Hb 12.2)

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Insensato Coração


Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e desesperadamente corrupto; quem o conhecerá? (Jr 17.9)

O profeta Jeremias afirma que o nosso coração é cheio de perversidade e é difícil entendermos isso. Entretanto, se a Bíblia o diz, é porque realmente é assim e ela faz uma referência à nossa desprezível vontade própria – a nossa velha natureza! O coração é a sede de todas as nossas vontades e é dele também que provém toda rebeldia contra Deus. Enquanto tivermos vida, sempre haverá no nosso coração a inclinação para o mal.

É necessário que paremos um pouco para refletir acerca de como vai o nosso coração. Quem sabe ele encontra-se revoltado contra Deus e deseja seguir seus próprios caminhos. Caso esteja assim, é hora de fazermos uma mudança integral; e não há outro modo de mudar o nosso coração para que seja dominado pela vontade do Senhor se não seguirmos o que nos orienta 2Cr 16.9 “Porque, quanto ao SENHOR, seus olhos passam por toda a terra, para mostrar-se forte para com aqueles cujo coração é totalmente dele;” Só a partir do momento que direcionamos  o nosso coração inteiramente para Deus seremos capazes de ter os nossos anseios submetidos ao senhorio  do Pai Celestial.

Será que temos capacidade suficiente para conhecer e saber como é realmente o nosso coração? O livro aos Hebreus nos chama atenção para o seguinte: “Tende cuidado, irmãos, jamais aconteça haver em qualquer de vós perverso coração de incredulidade que vos afaste do Deus vivo;”. Que O Senhor nos habilite a ter um coração plenamente orientado por Ele, de modo que sejamos sustentados com a Sua fidelidade.

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

“Onde não há conselho, frustram-se os projetos...”



Há um ditado popular que afirma: “Se conselho fosse bom, não se dava, vendia-se”.

Tem pessoas que não aceitam conselhos pelo simples fato de que sua mente esta fechada a eles. Podem até buscar um conselho, entretanto só o colocará em prática se o mesmo reforçar uma decisão já tomada ou se for o caminho mais fácil a ser seguido. Rejeitar ajuda e fazer as coisas ao seu modo é natural no homem.

Buscar, ouvir e observar as palavras de bons conselheiros são atitudes daqueles que são dotados de sabedoria. A Bíblia declara que Salomão foi um homem extremamente sábio e no livro de Provérbios ele nos deixa a seguinte exortação: Quando não há sábia direção, o povo cai; mas na multidão de conselheiros há segurança”. Onde não há conselho, frustram-se os projetos; mas com a multidão de conselheiros se estabelecem”. “O sábio é mais poderoso do que o forte; e o inteligente do que o que possui a força” (Pv 11.14; 15.22; 24.6).

Roboão, filho e sucessor de Salomão, ao assumir o trono, o povo lhe pediu que os governasse com generosidade. Os conselheiros mais velhos o orientaram a servir a nação e a lhes responder de modo favorável (Eles lhe disseram: Se hoje te tornares servo deste povo, e o servires, e, respondendo-lhe, lhe falares boas palavras, eles serão para sempre teus servos.) 1Rs 12.7. Mas Roboão preferiu dar ouvidos a um conselho desumano de seus companheiros, o qual mais tarde teve conseqüências desastrosas.

O filho do rei Salomão procurou conselhos, contudo não deu a devida atenção para avaliar o que foi falado. Se o tivesse feito, teria percebido que as palavras dos anciãos eram mais sábias que as dos seus colegas. É fundamental analisarmos os conselhos que pedimos, ponderando se são realistas, se podem ser colocados em prática, se as conseqüências dos mesmos são justas e benéficas e se estão em concordância com a Palavra de Deus.

Contrariando o ditado popular, podemos afirmar que conselho é uma coisa boa, contanto, que o busquemos naqueles que são experientes e sábios, analisando se estão coerentes com os padrões de Deus, pois só assim se tornarão úteis.

terça-feira, 27 de setembro de 2011

PENSAMENTOS DE ALGUNS CRISTÃOS

Deus não deixa de existir quando os homens deixa de crer nEle
******

Deus não precisa provar que existe. Mas os homens precisam encontrar um sentido para sua própria vida. A fé em Deus, portadora da verdadeira vida e de certezas eternas, transforma o ser humano e responde às perguntas mais profundas.
******

Se parece que Deus esta muito longe de você, pense: quem se afastou de quem?

******
Se me perguntassem qual foi a maior ameaça do século XX, eudiria que foi o fato da humanidade se esquecer de Deus.
******

No coração de cada ser humano, há um vazio tão grande que somente Deus pode preencher.
******

Deus habita onde O deixam entrar. “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele e ele comigo” (AP 3:20).
******

Não devemos buscar a felicidade a qualquer preço, mas sim desfrutarmos do que Deus já preparou para nossa vida.
******

A melhor forma de resistir ao diabo é submeter-se a Deus.

Transcrito Boa Semente devocional 2004

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

JUGO: SINAL DE SUBMISSÃO

"Sim, ó Pai, porque assim foi do teu agrado.
Vinde a mim, todos os que estai cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei.
Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para as vossas almas.
Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo e leve."(Mt 11.26,29-30)
Nos tempos modernos é cada vez mais rara a presença de animais de caça nos campos. Os antiquários exibem em suas lojas rodas de carros de bois e uma variedade de ferramentas rurais obtendo boas quantias por elas.

O jugo é uma peça enorme, feita de madeira, a qual é depositada sobre o pescoço dos bois de maneira que possam arrastar o arado ou o carro de bois. Na Bíblia o jugo significa submissão. Em que consiste esse jugo que O Senhor Jesus nos convida a carregar juntamente com Ele? É exatamente o mesmo sob o qual Ele vivia: completa obediência e dependência à vontade do Pai. Cristo amava o Seu Pai, e tudo que se faz por amor deixa de ser algo penoso ou pesado. À medida que conhecemos Jesus, passamos a amá-Lo mais e mais e obedecer-Lhe fica mais fácil. O jugo torna-se mais leve. Daí Ele afirmar que Seu jugo é suave e Seu fardo é leve.

Não estamos imunes às provações, O Próprio Mestre nos alertou sobre isso. Entretanto, é necessário que não murmuremos diante delas, para que não se tornem mais amargas. Aceitá-las com submissão as tornarão mais leves e suaves.

O Senhor Jesus não nos pede que suportemos as aflições que nos sobrevêm sozinhos, Ele mesmo faz questão de levar o peso conosco. E junto com Ele também aprenderemos a dizer “Sim, ó Pai, porque assim foi do teu agrado”.

domingo, 25 de setembro de 2011

REVESTI-VOS DE TODA ARMADURA

Durante toda a nossa vida estaremos constantemente enfrentando o inimigo de nossas vidas (Satanás). O seu papel é sempre o mesmo: matar, roubar e destruir. Suas armas são milenares e ele as emprega armando ciladas, usando iscas próprias a cada tipo de pessoa. Ele mente, nos acusa e nos tenta. Suas táticas permanecem as mesmas e são muitos os que ele consegue derrubar. O Senhor, porém, já nos deu a armadura espiritual que nos reveste e nos defende. Temos a “Espada do Espírito”, a Palavra de Deus, para atacar o inimigo e vencê-lo. Por isso, não deixemos de vestir hoje a nossa armadura, pois todos os dias são dias de batalha.

Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para poderdes ficar firmes contra as astutas ciladas do diabo. (Ef 6:11)

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

''EU SOU A LUZ DO MUNDO"

 Uma característica da luz é iluminar o caminho por onde passamos nos prevenindo de uma queda. A luz é responsável por transmitir, calor, segurança e abrigo. Seria impossível ter vida no nosso planeta se não existisse luz. O mesmo acontece conosco; não temos vida quando teimamos em construí-la à parte de Jesus Cristo. Jesus é a Luz do mundo. Viver sem Ele significa levar uma existência sem liberdade, sem segurança, sem rumo e na escuridão do pecado. Sem Jesus não há resgate das trevas, não há percepção do sentido da vida e da eternidade.

Jesus afirma que todo aquele que O seguir não andará em trevas. Que promessa magnífica! Seguir e viver com Ele é a garantia de uma vida mais iluminada, pois é impossível haver trevas onde a luz impera. A essência da “Luz do mundo” habitando em nós, nos reveste de esperança, nos confere um rumo e conteúdos pelos quais vale a pena viver. São muitos os que entregaram suas vidas a Jesus e são raros os que se arrependeram dessa decisão.

Viver com Jesus é sair das trevas para a luz. Isso não constitui que os problemas não mais nos atingirão, que os dias serão sempre de “sombra e água fresca”. De maneira alguma! Significa que mesmo nas noites mais escuras e sombrias usufruiremos da verdadeira Luz!  “Pois na tua luz vemos a luz” (Sl 36.9). Ainda que as dificuldades e problemas nos atinjam, a gloriosa e resplandecente presença de Deus, nos dará luz suficiente para alcançarmos o alvo. Isso por si só é extraordinário e é motivo suficiente para andarmos com Jesus. 

Mas a vereda dos justos é como a luz da aurora que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito.
Provérbios 4:18

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

DEUS FIEL

Pois, tantas quantas forem as promessas de Deus, nele está o sim; portanto é por ele o amém, para glória de Deus por nosso intermédio.(2Co 1.20)
A vida de Jesus foi totalmente permeada pela extraordinária interferência de Seu Pai. O céu encontra-se aberto por um único motivo: Jesus Cristo, em dor e sofrimento, derramou o Seu sangue. Nele todas as promessas de Deus são o sim e o amém . Hebreus 13.8 declara que “Jesus Cristo, ontem e hoje, é o mesmo e o será para sempre.” Do mesmo modo que Jesus esteve diante de um céu que se abriu para Ele, todos nós, que por meio dEle nos tornamos filhos de Deus, também podemos estar diante desse céu. O Senhor deseja se relacionar conosco como o Deus vivo, Consolador, Libertador, Ajudador, Orientador e Remidor. O Rei dos reis quer revelar o Seu magnífico poder em nossas necessidades.

A realidade de que temos um Deus que ainda hoje opera sinais e maravilhas, deve nos desafiar a orar com mais intensidade e confiança. A partir disso Ele manifestará a glória do Seu poder diante de nossas necessidades: “Porque a graça de Deus se manifestou, trazendo salvação a todos os homens”.

 “Muito mais tem o Senhor que te dar do que isso” (2 Cr 25.9). Quando passamos a reconhecer o quanto Deus já fez por nós e esta disposto a fazer ainda, mais chegados, estáveis, confiantes, submissos e dependentes seremos. A fidelidade do Senhor nos revestirá de alegria. O Senhor é um Deus de promessas e vela sobre a Sua Palavra para cumpri-las. Essa afirmação deve nos levar a aprender dia após dia a descansar nEle. Não importa qual seja o nosso problema, caminhemos com Jesus, só Ele nos livra, só Ele é infalível e jamais recusará a Sua ajuda. 

Porque a palavra do Senhor é reta; e todas as suas obras são feitas com fidelidade.
Ele ama a retidão e a justiça; a terra está cheia da benignidade do Senhor.
Pela palavra do Senhor foram feitos os céus, e todo o exército deles pelo sopro da sua boca.
Ele ajunta as águas do mar como num montão; põe em tesouros os abismos.
Tema ao Senhor a terra toda; temam-no todos os moradores do mundo.
Pois ele falou, e tudo se fez; ele mandou, e logo tudo apareceu.(Sl 33.4-9)


segunda-feira, 12 de setembro de 2011

O PODER DA LÍNGUA

A Bíblia afirma que uma mesma fonte não pode jorrar água doce e água salgada. Diz também que com a nossa boca podemos abençoar e amaldiçoar. Com a nossa língua somos capazes de proclamar as verdades de Deus ou as mentiras do diabo. Esta escrito que a boca fala do que o coração esta cheio. Mediante essas afirmações, faz-se necessário impregnar o nosso coração da vida do Senhor Jesus, de maneira tal, que as nossas palavras sejam sempre abençoadoras e jamais amaldiçoadoras. Quantos pais já destruíram a vida de seus filhos devido a uma palavra dura: “você não serve pra nada”; “Com essa natureza, você vai sofrer muito no seu casamento”. São inúmeras as pessoas que lançam sobre si palavras carregadas de maldição: “Nada pra mim da certo”; “ Eu sou um zero a esquerda” e tantas outras pragas. Estejamos alerta!  As palavras que proferimos não são como bolhas de sabão, que lançadas ao ar se desfazem rapidamente. Elas têm poder para edificar e para destruir: “A morte e a vida estão no poder da língua...”(PV 18.21).

Somos considerados sábios, a partir do momento que conseguimos dominar a nossa língua. Isso não significa que devemos ficar em silêncio, reprimindo e guardando dores e magoas, ou, simplesmente falar pouco. Estaremos verdadeiramente dominando a nossa língua, quando sujeitamos todos os nossos pensamentos a Cristo Jesus.

Jesus, quando foi levado ao deserto, venceu o diabo usando uma única arma: A Palavra de Deus! Ele disse: “Esta escrito!”. Guardemos a Palavra de Deus “escrita” em nossa mente e no nosso coração para que sejamos abençoadores e vencedores.

Que as palavras dos nossos lábios tenham poder de vida e não de morte. Que as considerações do nosso coração possam ser sempre agradáveis a Deus. Abençoemos constantemente, pois esta escrito: “ Abençoai os que vos perseguem, abençoai e não amaldiçoeis” ( Rm 12.14).


sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Rios de Águas Vivas

A partir do momento que decidimos viver em obediência a Deus, recebemos Graça e Poder em Nome de Jesus para sermos usados como canais de cura, restauração e salvação a todo tipo de pessoa. Não importa qual seja o tempo, sempre haverá cura e libertação quando nos determinamos a obedecer ao Senhor e lutamos contra a operação do pecado que habita em nós.
 Jesus afirmou: “Quem crê em mim, do seu interior fluirão rios de água viva”. Partilhe com aqueles que estão à sua volta esse Rio que transformou a sua vida. Deixe que O Senhor Jesus flua por meio de você como um Rio de Águas Vivas! Acredite que quanto mais você se esvaziar de sua própria vontade, do seu “eu”, mais Águas de Deus fluirão de você para aqueles que o rodeiam.
“Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, afim de PROCLAMARDES as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz;” (1 Pe:2:9)
Deus nos abençoe!! Um final de semana nos Braços do PAI!

terça-feira, 30 de agosto de 2011

AMOR INCOMPARÁVEL


A todo o momento ficamos estarrecidos diante dos meios de comunicação que nos informam registros de pais que esqueceram seus filhos dentro do carro e estes vieram a morrer por falta de ar.

É difícil acreditar que um pai ou uma mãe possa esquecer o seu filho dentro de um carro, mas isso acontece, é isso que vemos e ouvimos nos noticiários.

Existe uma lenda que conta que certa mulher pobre com uma criança no colo, passando diante de uma caverna escutou uma voz misteriosa que La dentro lhe dizia “Entre e apanhe tudo o que você desejar, mas não se esqueça do principal. Lembre-se, porém, de uma coisa: Depois que você sair, a porta se fechará para sempre. Portanto aproveite a oportunidade, mas não se esqueça do principal...” A mulher entrou na caverna e encontrou muitas riquezas. Fascinada pelo ouro e pelas jóias, pôs a criança no chão e começou a juntar ansiosamente tudo o que podia no seu avental. A voz misteriosa falou novamente: “Você só tem oito minutos”. Esgotados os oito minutos, a mulher carregada de ouro e pedras preciosas, correu para fora da caverna e a porta se fechou. Lembrou-se, então, que a criança ficara lá e a porta estava fechada para sempre. A riqueza durou pouco tempo e o desespero sempre.

De acordo com o dicionário Aurélio, a palavra esquecer significa tirar da lembrança, apagar da memória, colocar de lado, desprezar, deixar por inadvertência.

Que tristeza... Que dor...
Crianças sendo esquecidas pelos próprios pais. Pessoas esquecendo-se daqueles que amam e que são seus maiores tesouros- seus filhos. Isso não significa que não amam, mas, que por um instante, aquele ser foi apagado de sua memória.

Entretanto, temos um PAI que não esquece os Seus filhos. Isaias 49.15-16 assim nos diz: ‘’pode uma mulher esquecer-se de seu filho de peito, de maneira que não se compadeça do filho do seu ventre? Mas ainda que esta se esquecesse, eu, todavia, não me esquecerei de ti.
Eis que nas palmas das minhas mãos eu te gravei; os teus muros estão continuamente diante de mim’’.
Deus, O nosso Pai, jamais nos esquece! Ele tem o nome de cada um de nós gravado em Suas Mãos. E esta impresso de tal maneira, que seja qual for o movimento que Ele realize, olha para a Mão e vê o nosso nome escrito e vem em nossa direção.

Quem sabe você, que esta lendo essa postagem, esteja se sentindo só, abandonado, desprezado. Erga sua cabeça, levante-se e tome posse da verdade de que existe Alguém que te ama, tem o seu nome gravado nas mãos, e ainda que todos venham te desprezar, nem por um segundo seu Pai se esquecerá de você.

sábado, 27 de agosto de 2011

PÕE EM ORDEM A TUA CASA

Naqueles dias Ezequias adoeceu e esteve à morte. E veio ter com ele o profeta Isaías, filho de Amoz, e lhe disse: Assim diz o Senhor: Põe em ordem a tua casa, porque morrerás, e não viverás.
Então virou Ezequias o seu rosto para a parede, e orou ao Senhor,
e disse: Lembra-te agora, ó Senhor, peço-te, de que modo tenho andado diante de ti em verdade, e com coração perfeito, e tenho feito o que era reto aos teus olhos. E chorou Ezequias amargamente.
Então veio a palavra do Senhor a Isaías, dizendo:
Vai e dize a Ezequias: Assim diz o Senhor, o Deus de Davi teu pai: Ouvi a tua oração, e vi as tuas lágrimas; eis que acrescentarei aos teus dias quinze anos.(Is 38.1-5)

Quando Deus ordenou ao rei Ezequias que pusesse a sua casa em ordem, provavelmente alguma coisa estava fora das perspectivas divinas. Poderia existir algo que se achava desalinhado, distorcido e por isso devia ser corrigido e reordenado ao lugar certo.

Não é da vontade de Deus que ao morrermos, deixemos tudo despedaçado aqui na terra. Pelo contrário, o desejo do Senhor é que a nossa casa esteja sempre em ordem para o dia do encontro final. Por isso, se tiver algo que precise ser consertado, erros que necessitem ser reparados, perdão que precise ser liberado para quem nos humilhou ou pedir perdão a quem ofendemos, enfim, tudo que vai de encontro ao que O nosso Pai determinou, deve ser confessado para que alcancemos o perdão divino “O que encobre as suas transgressões, jamais prosperará; mas o que as confessa e deixa alcançará     misericórdia” (Pv 28.13).

Do mesmo modo que Deus respondeu ao apelo de Ezequias e lhe concedeu mais 15 anos de vida, Ele também pode fazer tudo novo em nossa vida, O Senhor não despreza aqueles que se arrependem e têm um coração quebrantado e contrito.

Quando estamos vivendo na desordem do pecado e da rebelião contra Deus e Sua vontade, todas as áreas de nossa vida são atingidas. Coloquemos ordem em nossa casa e clamemos ao Senhor. Ainda há esperança. Ainda há tempo de nos voltarmos para a nossa “parede”, para os nossos desvios de comportamento; ainda temos tempo de rasgar o nosso coração diante do Eterno implorando a Sua misericórdia.

Assim como Deus não desprezou a atitude do coração humilde do rei de Judá e ouviu a sua oração, Ele pode rever tudo aquilo que possa estar traçado para nós.

Naquele tempo O Senhor enviou um profeta para dizer a Ezequias que viu suas lágrimas e ouviu o seu clamor para lhe conceder restauração. Hoje o Espírito Santo, o mensageiro de Jesus Cristo, esta conosco para recolher as nossas lágrimas e as nossas orações e nos conceder vitória.
Glória a Deus!! Um fim de semana aos cuidado do PAI!!

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

SEDUÇÕES VINDAS DO ORIENTE


Tendo cuidado para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo, e não segundo Cristo;(Cl 2.8)

Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.(Jo 14.6)


Os templos das religiões orientais abundam em todas as partes do Ocidente. Milhões de pessoas praticam ali diversas formas de meditação e outros rituais. Por que tamanha atração? Há um componente da moda nisso, um entusiasmo amplamente fomentado pelos meios de comunicação. Também existe uma decepção com a religião crista praticada a séculos no mundo ocidental. Então muitas pessoas preferem se entregar a ritos diferentes, idolatras, sem compreender de fato o sentido nem as implicações deles. Essas práticas religiosas parecem ajudar o homem a se libertar do mundo e a se concentrar no autoconhecimento. Mas são perigosas, porque excluem totalmente a revelação do único e verdadeiro Deus.

Não há qualquer ponto em comum entre tais filosofias e a fé cristã. Nós conhecemos a Deus como Pai; elas o ignoram por completo. Recebemos seu Amor revelado em Seu Filho Jesus Cristo, que padeceu para nos trazer o perdão, a paz e a vida eterna. Tais religiões pretendem conduzir o homem a uma felicidade que somente seria uma ausência de sofrimento, um completo vazio. Deixam seus adeptos em uma perpétua e inútil busca, sozinhos com seus pecados na presença da morte. Entretanto, como seus valores satisfazem o coração humano, encontram eco e crescem no desiludido e sempre ávido mundo ocidental.

Porque a palavra da cruz é deveras loucura para os que perecem; mas para nós, que somos salvos, é o poder de Deus.(1Co 1.18)

Extraido do Devocional Boa Semente - 2011

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

UNIDOS, PORÉM, DIFERENTES

O apóstolo Paulo em Gl 2.20 afirma: “já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim!”. Unidade verdadeira é justamente isso! Cristo esta em mim e em todos os meus irmãos.

Há uma infinidade de crentes em Cristo que entendem como unidade espiritual o fato de todos terem uma mesma maneira de pensar. Entretanto, é precisamente isso que gera desavenças e confusões dentro da igreja. Deixar que Cristo cresça mais e mais em nós por meio do Espírito Santo, é que atrairá a verdadeira unidade. À medida que permitimos que O Senhor Jesus cresça em nós, teremos condições de viver o que esta escrito em 2Co 5.16 (Por isso daqui por diante a ninguém conhecemos segundo a carne;...), ou seja,  não devemos julgar o nosso irmão baseado nas nossas convicções, mas analisá-lo segundo O Nosso Senhor. Muitas contendas seriam evitadas se compreendessemos e adotassemos essa postura.


Unidade espiritual não implica necessariamente, que temos que ter as mesmas opiniões. Sempre haverá assuntos os quais as ideias irão divergir no corpo de Cristo. O que precisamos entender, é que quando O Espírito Santo é o centro da comunhão e tem toda a liberdade para reinar e agir, as coisas secundárias deixam de ser motivo para a desarmonia. Quando JESUS tem primazia e ocupa o lugar que é Dele por excelência, iremos nos concentrar naquilo que realmente é fundamental. Aceitaremos a verdade de que o nosso irmão não é obrigado a ver as coisas do mesmo modo que nós vemos. Entenderemos que o que importa é colocarmos em prática tudo que estiver ao nosso dispor, para que o próximo que tem uma opinião diferente da nossa, veja Cristo em nós, e nós O vejamos nele. É isso que fará com que apesar das diferenças, estendamos as nossas mãos um para o outro e olhemos para o que nos une e não para o que nos separa.

Quando Jesus toma conta de cada pedacinho de nossa vida e governa cada situação pelas quais passamos, teremos condições de amar à despeito de qualquer coisa e de nos  submetermos à ordem de Paulo em Fl 2.3 nada façais por contenda ou por vanglória, mas com humildade cada um considere os outros superiores a si mesmo;”. Na maioria das vezes é o orgulho que nos impede de abraçar o irmão quando nos desentendemos; e como cristãos renascidos da Água e do Espírito precisamos nos esforçar para distinguir entre o que nos une e que nos divide; sem nos esquecermos, porém, da necessidade de sermos cautelosos, pois, a distância entre as diferenças de opiniões e as falsas doutrinas é bem curto. É imprescindível que examinemos se esta em jogo algo sem nenhuma relevância, ou se estamos debatendo uma falsa doutrina.

O Livro de Eclesiastes nos diz algo bem peculiar: Quem é como o sábio? e quem sabe a interpretação das coisas? A sabedoria do homem faz brilhar o seu rosto, e com ela a dureza do seu rosto se transforma.” Que o Nosso Salvador, que se transformou em sabedoria para nós, ilumine de tal forma o nosso semblante que as nossas feições sejam transformadas e os nossos corações fiquem repletos de amor fraternal.

Que Deus nos abençoe!!!!