segunda-feira, 25 de agosto de 2014

CONVERTIDOS DE TODO CORAÇÃO!



“Eles se voltam, mas não para o Altíssimo”
(Oséias 7.16)

A afirmação acima oculta o engano de muitas pessoas. É muito comum vermos em nossas igrejas irmãos que participam e comungam das mesmas coisas, que parecem ter prazer em seguir a Jesus e que não apresentam nenhuma diferença entre os verdadeiros cristãos. Aos poucos, entretanto, começamos a perceber que já não vêm mais aos cultos e finalmente voltam para o mundo. Demas foi um exemplo disso. Ele chegou a andar com Paulo, era o seu auxiliar, mas, em 2 Tm 4.10, o apóstolo faz a seguinte declaração: “Porque Demas, tendo amado o presente século, me abandonou e se foi para Tessalônica...”  A causa disso certamente foi o autoengano. Precisamos ter muito cuidado com isso! Temer e tremer ante a Palavra de Deus e estar convencido de que somos pecadores, não valerá absolutamente nada se verdadeiramente não nos convertermos ao Senhor Jesus.

O rei Herodes é outro modelo a quem não devemos imitar. Sentia um profundo temor a João Batista por saber que se tratava de um homem santo e piedoso, mas, ainda assim, mandou que o prendessem. Apreciava suas pregações e até aceitava algumas coisas do que falava. Todavia, por ter um coração dividido, Herodes preferiu satisfazer um capricho da filha de sua mulher e encerrou João Batista em uma masmorra.

É grande o número de pessoas, que pelo simples fato de manterem proximidade com homens de Deus, pensam que está tudo resolvido em suas vidas. Ledo engano! Geasi, servo do profeta Eliseu, não se desgrudava do seu senhor, mas, isso não foi o suficiente para que na primeira oportunidade, mentisse para satisfazer a sua ganância. O jovem rico (Mt 19), embora fosse um homem religioso, não abriu mão de sua riqueza para seguir a Jesus. Resta-nos então, fazer uma reflexão e responder a seguinte pergunta: estamos realmente convertidos a Cristo de todo coração e com toda a nossa alma? 

 “... que é que o Senhor, teu Deus, pede de ti, senão que temas o Senhor, teu Deus, e que andes em todos os seus caminhos, e o ames, e sirvas ao Senhor, teu Deus, com todo o teu coração e com toda a tua alma, para guardares os mandamentos do Senhor e os seus estatutos que hoje te ordeno, para o teu bem?
(Dt 10.12)


quinta-feira, 7 de agosto de 2014

AO MEU PAI

O senhor se foi ... quanta saudade eu sentirei...

Eu te admiro não porque tenha sido um herói, mas, especialmente porque foi um ser humano com defeitos e qualidades, um bravo, um guerreiro. O legado que o senhor me deixou foram a honestidade, a sinceridade, a honradez e tantos outros valores pelos quais sempre me esforcei para pautar a minha vida.

Obrigada meu Pai Celeste, Tu não poderias me dar um pai melhor, um pai mais que suficiente. A minha gratidão Senhor pela bênção de meu pai ter alcançado um coração sábio diante de Ti. Por tê-lo amado com amor eterno e hoje estar nos Teus braços, em um lugar onde não há mais dor, lágrimas, tristeza, escuridão , pois O Senhor Jesus é a própria Luz!

Até um dia papai, quando estaremos juntos novamente e teremos toda a eternidade para louvarmos ao Único digno de ser louvado e adorado para todo o sempre.
Te amo! Descanse nos braços do PAI! Um bj!
Sua filha, 
Valdenice.

"Saudade é amor que fica"














Tu és o meu Deus e o meu refúgio!

♪ ♫ Quando o mar se agitar
Confiarei em Ti Senhor
E se a Terra se abrir.
Confiarei em Ti meu Deus

És o meu refúgio. Minha Fortaleza
Meu socorro eterno. És o meu abrigo♩ ♬ ♭

quarta-feira, 4 de junho de 2014

O TIME DE DEUS



Copa do Mundo. Milhões de pessoas aguardam ansiosamente para ver a bola rolar. O Brasil certamente irá parar nos dias de jogo do timão e as pessoas envolvidas por essa “paixão Nacional” se vestirão de verde e amarelo, gritando, abraçando quem conhece e quem não conhece na hora do gol, numa profusão de alegria.

Entretanto, a Copa não deixa de ser uma coisa passageira e não traz as respostas e as soluções para as incertezas, as dúvidas, os sonhos desfeitos, os problemas do dia a dia.


Os “heróis” do passado percebem que os gols e as glórias de ontem não foram suficientes para os sustentarem hoje. Daí o apóstolo Paulo comparar a vida espiritual a uma atividade atlética: “Pois o exercício físico para pouco aproveita, mas a piedade por tudo é proveitosa, tendo a promessa da vida presente da que há de vir” (I Tm:4-8)


Mesmo que você seja um jogador de futebol ou um torcedor de sua seleção, lembre-se que este campo está repleto de derrotas e de vitórias e que tudo é efêmero.


Amar o irmão, liberar perdão, ajudar os mais carentes, procurar ser reto e honrado naquilo que faz são lances que nunca causarão “impedimentos” e sempre resultarão em GOOOOLLs, ainda que o goleiro inimigo ( Satanás), atrapalhe as jogadas com faltas, ódio, intrigas, rancores, falsidades .


A vida está cheia de momentos bons, razoáveis e maus, e não está limitada ao primeiro e segundo tempo. As mudanças que precisarem ser feitas dependem apenas de nós reconhecê-las e fazê-las.


Deus está interessado com a sua vida, por isso dependa d’Ele. O suprimento divino com certeza fará toda diferença no placar de sua existência.
Fazer parte da “Seleção de Deus” é a certeza de uma vitória certa e que permanecerá por toda a eternidade.
“Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou” (Rm 8:3)

 

quarta-feira, 16 de abril de 2014

LEMBRA-TE DE JESUS CRISTO.



“Lembra-te de Jesus Cristo, ressuscitado de entre os mortos”.

(2Tm 2.8)

Esse verso faz parte da última carta do apóstolo Paulo, quando confinado na masmorra, esperando sua execução e preocupado com as necessidades de Timóteo, lembra-o de suas responsabilidades e adverte-o a se entregar de corpo e alma ao seu serviço. Será que era necessário fazer tal exortação a esse filho espiritual, colaborador de longa data? Na verdade, em meio a agitação do dia a dia, diante de um problema inesperado, quando somos tomados pelo medo e angústia é fácil nos perdermos e nos esquecermos de que temos um Senhor ressurreto, que venceu a morte, o Diabo e o mundo. Existe algo maior do que Ele?

 

Precisamos ter uma fé viva! Devemos colocá-la em prática e trazer à nossa memória o fato de que Jesus Cristo vive, está a direita do Pai, se compadece das nossas fraquezas, quer e pode nos ajudar! Os fundadores de todas as outras religiões têm os seus túmulos com seus restos mortais. Mas, Jesus ressuscitou! Ele está vivo e seu túmulo está vazio! Podemos nos dirigir ao Senhor, entregar-Lhe as nossas dificuldades, as nossas incertezas, as nossas dores e contar com Ele sempre.

 

Paulo, João, Pedro, e tantos outros apóstolos nas suas cartas aos crentes foram persistentes em lembrar-lhes de Jesus e Sua Obra. E é assim, que nos tempos do fim seremos vencedores, se nos lembrarmos  insistentemente: O SENHOR RESSUSCITOU! Ele vive e reina e pode nos socorrer em qualquer situação. Não há nada que Ele não tenha a solução. Por isso, não nos esqueçamos e encorajemos uns aos outros anunciando: “ Lembra-te de Jesus Cristo.”

 

 

sábado, 12 de abril de 2014

DEUS... O DONO DA RAZAÕ.



“Como não se pode contar os exércitos dos céus, nem medir-se a areia do mar”... (Jr 33.22)

Foi exatamente em um tempo que astrônomos da Babilônia tinham uma noção de quantas estrelas existiam no céu, que Jeremias, inspirado pelo Espírito Santo, afirmou que elas eram incontáveis. Era bem provável que se algum desses estudiosos encontrasse com o profeta reclamasse: Não diga isso Jeremias! Há precisamente 3000 estrelas e sabemos o nome de cada uma delas. Mediante tamanha convicção, o homem de Deus ficaria perplexo e acuado. De que maneira poderia argumentar com aqueles cientistas? Simplesmente diria: Eu sou um porta- voz de Deus e transmito apenas o que O Senhor fala. Na verdade eu não sei quantas estrelas existem, todavia, eu confio mais no meu Deus do que no vosso conhecimento e sabedoria. E naquele momento no qual podia-se comprovar o número de estrelas existentes, Jeremias encontrava-se completamente só em sua fé. O mensageiro do Senhor não passava de um crente sonhador que ignorava as conquista da Ciência moderna.

 

Hoje o nível de conhecimentos e descobertas alcançados pelo homem é algo jamais imaginado. As primeiras lunetas mostraram que havia muito mais estrelas; e os telescópios e até mesmo os satélites podem apenas fornecer uma estimativa da quantidade de astros e estrelas. É impossível saber quantos há e pessoa alguma o sabe. Não tem como contá-los. Diariamente a ciência anuncia uma nova correção. O que foi afirmado ontem, hoje precisa ser corrigido. Mas, com o nosso Deus, O Criador do Universo, não é assim. Ele não erra nunca! Tudo o que Ele afiançou permanece até hoje. Por isso, nos espelhemos em Jeremias. Confiemos em Deus, em Sua Palavra, pois Ele e somente Ele, é o Dono da razão.

 

"Passará o céu e a terra, mas as minhas palavras jamais passarão" (Mt 24:35)

quinta-feira, 20 de março de 2014

LÁZARO, MARTA E MARIA - TRÊS NÍVEIS DE RELACIONAMENTO



“Então Maria, tomando uma libra de bálsamo de nardo puro, mui precioso ungiu os pés de Jesus e os enxugou com os seus cabelos; e encheu-se toda a casa com o perfume do bálsamo”.

(Jo 12.3)

 

João no capitulo 12 do seu evangelho relata que após a ressurreição de Lázaro, este e suas irmãs Marta e Maria receberam Jesus para cear com eles; provavelmente um gesto de gratidão pelo milagre que Ele realizou.

 

Os três O conheciam e eram seus amigos, entretanto, cada um possuía uma maneira bem peculiar de se relacionar com O Senhor. Marta, Maria e Lázaro representam os três níveis de comunhão que as pessoas podem ter com Cristo.

 

O texto relata que Lázaro estava simplesmente à mesa com Jesus. Desfrutava comodamente da Sua companhia, de Suas bênçãos, da paz, do conforto e alegria que Ele transmitia. Lázaro era, portanto, um consumidor. E são muitos os cristãos que se encontram nessa mesma posição. Almejam o que O Senhor pode dar; querem Suas bênçãos, seu milagres, mas, não se interessam por crescer na fé.

 

Marta, por sua vez, era uma mulher ativa, sempre envolvida nos afazeres para agradar o Amigo. O fato, porém, de Maria não ajudá-la e estar sentada aos pés do Mestre para ouví-Lo a incomodava ao ponto de reclamar com Jesus. Ele, entretanto, chamou-lhe a atenção para que ela não se esquecesse do mais importante: buscar intimidade com o Pai e ouvir a Sua Palavra.

 

Maria, por sua vez, não deixava que nada a impedisse de usufruir da comunhão com Cristo para ouvir os Seus ensinamentos. E recebeu do Senhor Jesus a confirmação de que ela escolheu a melhor parte. Ela também não permaneceu apática. As Palavras que ouvia falaram fortes em seu coração. O ato de ungir os pés de Jesus foi um lindo gesto de amor e devoção, pois o perfume que ofereceu era a coisa mais cara e valiosa que possuía. Sua fé e seu amor profundo ao Senhor nos dão o melhor exemplo do que Deus deseja de nós crentes em Cristo: receber a maravilhosa dádiva da Palavra de Jesus e oferecer-Lhe o melhor que temos. Deus espera que aprendamos que a fé cristã consiste primeiramente em servir a Cristo; que o amor e o afeto são os aspectos mais valiosos do nosso relacionamento com Ele. E foi exatamente por isso que Jesus declarou que aquele gesto de amor seria mencionado onde quer que o Evangelho fosse pregado. (Mt 26.13)