quarta-feira, 2 de agosto de 2017

SOLIDÃO

“E eis que estou convosco todos os dias até a consumação do século.


Sentada em sua cadeira de balanço uma senhora faz o seu tricô. De hora em hora o silêncio é quebrado pelo relógio de parede. Seus olhos de vez em quando contemplam a cadeira vazia de seu marido.

Um empresário completamente só em seu escritório contempla inúmeras promissórias sem quitar e cheques devolvidos espalhados na mesa, e pela décima vez refaz os cálculos. A falência é real...

Um estudante mais uma vez revisa suas matérias. Está às vésperas de realizar um importante exame, e preocupado, lembra-se que na manhã seguinte, estará sozinho diante de uma folha em branco.

Nossa vida é permeada de lutas, provas, solidão, perdas, amarguras, decepções. Em momento algum O Senhor nos deixou enganados a respeito disso (no mundo tereis aflições), mas Ele nos garantiu que em cada um desses momentos estaria conosco.

O Apóstolo Paulo quando esteve na cidade de Corinto passou por grandes tribulações, entretanto, pôde ouvir a doce e suave voz de Jesus: “Não temas; pelo contrário fala e não te cales; porquanto eu estou contigo (At 18.9-10). Diante de um mar furioso ele teve ousadia para confessar: “Esta mesma noite um anjo de Deus, de quem eu sou e a quem sirvo, esteve comigo dizendo: Paulo não temas!”. Anos mais tarde, já no fim de sua carreira, esse grande servo do Altíssimo professou: “Mas o Senhor me assistiu e me revestiu de forças” (2Tm 4.17).

Quem sabe você encontra-se só, angustiado, sofrendo a dor de uma perda, com sua autoestima em frangalhos, maltratado pela vida, lembre-se que Jesus Cristo te ama. Seu nome está gravado nas Mãos de Deus. Ele mesmo disse que jamais te esqueceria nem te abandonaria. Ele não nos livra da dificuldade, mas nos busca em meio a elas e nos socorre. O Deus do impossível sabe de que necessitamos de Sua companhia e de que sem Ele nada podemos fazer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário