quarta-feira, 6 de março de 2013

APANHAI AS RAPOSINHAS

"Apanhai-me as raposas, as raposinhas, que devastam os vinhedos, porque as nossas vinhas estão em flor” (Ct 2.15)

 

Certa vez andando pela cidade deparei-me com uma arvorezinha crescendo sobre a fachada de uma casa, a uns cinco metros de altura do solo. O fato me levou a pensar de que maneira aquilo ocorreu. Como uma árvore podia ter crescido num lugar tão insólito?

 

Talvez tudo possa ter começado com uma rachadura na parede e o proprietário não se importou em consertá-la. O tempo foi passando, o pó e a umidade se acumularam e provavelmente o vento ou até mesmo um pássaro depositou ali uma semente. Abrigada entre as fendas, a semente germinou, as raízes aumentaram, firmaram-se entre os tijolos, causando mais rachaduras. A árvore cresceu e ninguém deu a mínima importância para ela. Se algo não for feito para interromper esse ciclo, daqui a algum tempo a casa ruirá.

 

É mais ou menos isso que acontece conosco. O pecado começa na igreja, no casamento e principalmente em nossa vida pessoal como uma “pequena rachadura”. As “pequenas e inofensivas” raposinhas se não forem urgentemente eliminadas têm um efeito devastador. As raposas são aquelas atitudes nossas (egoísmo, inveja, fofoca, falta de solidariedade, mentira, falsidade, etc), que avaliadas à luz da Palavra deixam de ser vistas de maneira LEVE e precisamos encará-las como pecados que infestam a nossa vida, desagradam e entristecem profundamente a Deus.

 

 Salomão reconhecia a existência de plantinhas altamente danosas (raposinhas), que nasciam junto à videira e impediam o seu crescimento sadio e a levava a esterilidade. Por isso, desejou que a Sulamita, de uma maneira simbólica, fizesse no relacionamento deles o que ela literalmente fazia nas vinhas, ou seja, que eliminasse do relacionamento que havia entre eles todas as coisas que pudessem atrapalhar o desenvolvimento de seu amor.

 

O Senhor nos exorta a apanhar as “raposinhas”, as ervas daninhas que ameaçam o nosso relacionamento com Ele, que tentam atrapalhar os planos grandiosos que Ele tem para nós e querem impedir a nossa vinha de florescer. "Cuidado com as raposinhas que fazem mal às vinhas..." Vamos arrancá-las cedo, de modo que nossa vida floresça e dê frutos que proporcionem honra e glória ao nome de Jesus.

5 comentários:

  1. Pretty nice post. I just stumbled upon your blog and wanted to say that I've truly enjoyed surfing around your blog posts. After all I'll
    be subscribing to your rss feed and I hope you write
    again very soon!

    Also visit my blog post: best shampoo for thinning hair

    ResponderExcluir
  2. Boa noite Valdenice :)
    Saudade \o/
    Mais um belo post para meditarmos.
    Essas ' raposinhas' só sabem devastar nossas vinhas.
    Se não reagimos,os planos grandiosos que Deus tem para nós ficarão para trás.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Olá, vim fazer uma visitinha pra te oferecer o selo do dia internacional da mulher e deixar um beijinho-San

    ResponderExcluir
  4. An impressive share! I have just forwarded this onto a colleague who has been doing a little homework on this.
    And he actually ordered me dinner due to the fact that I
    stumbled upon it for him... lol. So allow me
    to reword this.... Thank YOU for the meal!! But yeah,
    thanks for spending the time to talk about this issue here
    on your internet site.

    Also visit my website :: tips for belly fat loss

    ResponderExcluir
  5. BOA TARDE QUERIDA VAL
    Passando para te desejar um feliz fim de semana. Saudade de vc viu.
    Que este amor transforme
    os teus dramas em luz,
    a tua tristeza em celebração,
    Um beijinho
    Ana

    ResponderExcluir