terça-feira, 18 de novembro de 2014

DEUS LIBERTADOR



Eu o instruirei e o ensinarei no caminho que você deve seguir; eu o aconselharei e cuidarei de você.

(Sl 32.8)

Conta-se a história de um contêiner que caiu ao mar deixando escapar 19 mil bichinhos de borracha. Meses depois um desses bichinhos foi encontrado no Alaska. Vez por outra, nas mais variadas praias do mundo surgiam outros. Estudiosos afirmam que 2000 mil desses brinquedos ainda estejam circulando pelos mares; muitos presos a redemoinhos, condenados a viajar sempre pelo mesmo caminho, girando pelas mesmas águas. Mas, uma mudança no clima, um maremoto, a presença de um grupo de tubarões ou baleias pode alterar a trajetória de alguns desses bichinhos. A diminuição desses itens de borracha no giro lhes garante a possibilidade de se libertarem. E, ainda que passem anos e anos girando pelas mesmas águas, um dia inevitavelmente encontrarão um caminho que os leve até a costa.


São muitos aqueles que viajando pelo mar da vida caem antes de chegar à segurança da praia, fazendo com que a viagem torne-se extremamente penosa. Alguns conseguem nadar rapidamente e se desvencilharem do perigoso mar. Outros, entretanto, nadam por anos e anos, chegando ao ponto de perderem a esperança. Ficam aprisionados pelos redemoinhos das dificuldades, das tentações, dos erros, dos vícios. Sentem-se como se estivessem condenados a viajar eternamente pelos mesmos caminhos. Deus, porém, é Aquele que muda o tempo e as estações, que move os meios, as situações e as pessoas para que nos ajudem a encontrar o verdadeiro caminho. O Senhor cuida, fortalece, endireita e torna perfeita as veredas dos Seus filhos. Seu nome é El Shaday, O Deus todo poderoso, que nos tira dos redemoinhos e nos leva para o porto seguro. Entreguemo-nos a Ele com confiança.


4 comentários:

  1. Devemos ter Deus permanentemente em nossos corações, pois assim estaremos sempre seguros.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  2. Natal é mais verdadeiramente Natal quando nós celebramos dando a luz do amor áqueles que necessitam mais. Feliz Natal para si e para todos os seus.
    São os votos do Peregrino E Servo.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  3. Oi Valdenice que bela e edificante historia para uma abençoada reflexão. O Natal já passou mais ainda é tempo de desejar felicidades, Então felicidades mil. Espero que volte a blogar aqui. Desejo um ano novo cheiinho de realizações. Bjs

    ResponderExcluir
  4. A Paz irmã, olha eu aqui mais uma vez, quero avisar-lhe que estarei repostando esta bela mensagem tanto para os ouvintes do programa, como os leitores do blog. Que Deus continue te abençoando.

    ResponderExcluir